Vivara reforça seu conceito de marca, traz valor aspiracional à categoria e cresce ainda mais.

15 Janeiro, 2016

Vivara_01

Por meio de campanhas publicitárias e conceituação de ponto de venda, a maior rede varejista de joalherias do Brasil reforça seu conceito de marca.

Contexto

A Vivara é pioneira na difusão de joias para o grande público do mercado brasileiro, e hoje já possui mais de 180 lojas próprias nas principais cidades do Estado.

Diariamente, a marca é desafiada a se reinventar para construir sua essência de forma aspiracional e democrática sem perder o valor inerente à categoria.

Nosso objetivo consistia em fazer um trade up na marca e aumentar as vendas através de um conceito ligado ao luxo e à elegância. Para isso, precisávamos de um grande insight que representasse a Vivara de forma única e exclusiva.

Solução

Há quase 10 anos, elaboramos a estratégia de marca integrando retail branding, shop window, promoção e comunicação.

Somos responsáveis pelo processo operacional completo que engloba desde a conceituação das ideias até a positivação no ponto de venda. Semestralmente são feitas campanhas integradas, que são elaboradas tendo em vista o perfil de cada região do Brasil, em função de budgets por grupo de loja.

O processo estratégico consiste na chancela da marca e na comunicação por meio de modelos globais famosas, como a uber model Gisele Bündchen, que desde 2007 está presente em campanhas semestrais da marca.
Essa estratégia de comunicação é complementada pelo visual merchandising e materiais de ponto de venda diferenciados para cada cluster. Ao redor de tudo isso, gravitam ações digitais e de marketing direto.

Impacto

A Vivara é referência em gestão de identidade e expansão de negócios.

O trabalho de clusterização no ponto de venda permite uma otimização em processos de implementação e tomada de decisão, aumenta a assertividade dos projetos personalizados e leva as lojas a atender desde a classe AA até a classe C.

Com linguagem e posicionamento claramente definidos, a marca, antes posicionada para classe média, conseguiu subir para o topo da pirâmide, em um processo de trade up sem perder os seus públicos originais.

Vivara_02